Depoimentos

Confira abaixo alguns depoimentos de nossos clientes:

Hoje estou aqui para dar meu depoimento..sonhei muito com isso..pois sempre que lia os depoimentos me davam tanta esperança e tinha certeza que um dia chegaria minha vez de dar meu depoimento..a dez anos atrás engravidei e no quinto mês de gestação perdi meu bebê por causa da incompetência instimo cervical,que é quando o colo do útero dilata muito antes do tempo..o médico me explicou que quando eu engravidasse novamente teria que fazer um procedimento chamado de cerclagem.. que é uma costura para fechar o colo do útero,em 2016 engravidei novamente e já sabia que teria que fazer a cerclagem com 14 semanas de gestação,fiz o procedimento,tudo certo porém meu útero estava com muitos miomas e eles foram crescendo com a gestação com 18 semanas eu tinha miomas maiores que o bebê , o maior tinha 14 cm e eram vários..sentia muita dor e com 19 semanas perdi meu bebê novamente,a cerclagem rompeu..e tive parto prematuro novamente,quando retornei ao médico ele me falou que infelizmente na minha cidade e na situação que meu útero estava cheio de miomas teríamos que retirá-lo. Caiu meu chão pois com 28 anos ter que tirar o útero e nunca poder realizar o sonho de ser mãe..mais Deus faz tudo certo..meu médico aqui de Joaçaba Dr Wellington foi um anjo e nos indicou o Dr William que se alguém poderia salvar meu útero era ele. Me enchi de esperança novamente..no mesmo dia mandei um e-mail para o Dr William.. explicando toda a minha situação mais achando que não iria responder..quando foi no outro dia cedinho ,ele tinha me respondido..nem acreditei..já pediu exames e para marcar uma consulta em Curitiba..então fomos na consulta com muita esperança mais também com os pés no chão..pois sabia que minha situação era complicada..o Dr foi super atencioso nos explicou tudo..que eu teria que fazer dois procedimentos em Curitiba para retirar os miomas e comentou comigo sobre uma cerclagem definitiva..eu já tinha pesquisado sobre este procedimento porém não imaginavam que o Dr faria também pois é um procedimento pouco conhecido..onde a cerclagem e feira via abdominal e e definitiva..não tem como romper..ficamos tão feliz pois o Dr falou que em pouco tempo depois das cirurgias poderia engravidar e ter uma gestação normal..pois nas outras tinha que ficar de repouso absoluto.. fizemos o primeiro procedimento deu tudo certo! E já agendamos o outro que será mais complexo pois eram várias situações para corrigir no meu útero..graças a Deus e ao Dr William deu tudo certo!! Eu nem acreditava que poderia engravidar novamente! E depois de 4 meses da cirurgia engravidei..ficamos radiante pois nosso momento avia chegado e agora estava tudo certo com meu útero e cerclagem feita! Porém na 9 semanas fui fazer uma ultrassonografia e meu bebê estava sem batimentos..neste momento pensei em desistir pois estava tudo certo e novamente perdi..porém desta fez foi um aborto retido o bebê não desenvolveu..passando 3 meses dei um arelachada e tirei um pouco da cabeça a gravidez..e quando vi grávida novamente..minha quarta tentativa..e agora deu certo!!! Ganhei meu bebê semana passada dia 27/07 super saldavel de 38 semanas..meu milagre aconteceu estou radiante de tanta felicidade! Não foi fácil mais graças a Deus e aos anjos que Deus colocou em meu caminho Dr Wellington e o top dos top De William conseguimos ter nisso bebê..sou eternamente grata!! Dr William um excelente profissional! Que Deus lhe abençoe sempre! Muito obrigada por tudo!
 
Data: 01 August 2018
Escrito por: Mariane Reisdorfer
Joaçaba
Sempre tive cólicas muito fortes, desde a adolescência, porém nunca tinha ido investigar a fundo, pois o remédio que eu tomava para dor mascarava o problema.
Foi quando comecei a tentar engravidar que percebi que havia algo errado, pois já estávamos tentando há 1 ano e nada acontecia.
Começamos uma maratona de exames e tratamentos, mas não tivemos sucesso. Após 3 anos tentando engravidar e vários métodos de tratamento frustrados, conheci o Dr. William, quem analisou meus exames e indicou a videolaparoscopia.
O procedimento foi realizado no dia 1 de Setembro de 2017, e no dia 3 de Outubro de 2017 eu confirmei a gravidez! Sim, engravidei no mesmo mês em que a videolaparoscopia foi realizada!
Só tenho a agradecer ao Dr. William e toda a equipe pelo excelente trabalho e profissionalismo. Meu bebê nasceu dia 30 de maio de 2018 e hoje já está completando quase 2 meses com muita saúde!

Muito obrigado Dr. William e equipe.
 
Data: 19 July 2018
Escrito por: Patricia Zachary Hille
Curitiba
Bom Dia<br /><br /><br />
doutor obrigada a 4 anos atraz fui ao seu consultório dizendo que so tinha 40% de chance de engravidar... o senhor devolveu minha esperança. Depois da cirurgia da endometriose no mês seguinte estava grávida e agora doutou estou com meu caculinha de 3 meses. obrigada, doutor pela tua sinceridade e tua forma de tratar seus pacientes <br /><br /><br />
 
Data: 29 June 2018
Escrito por: Paola Fernnda Muniz De Carvalho
Ponta Grossa PR
"Quando Deus coloca anjos em nossas vidas"

Desde 2013 meus períodos menstruais haviam se tornado um tormento onde eu já sofria por antecedência. Eu tinha medo das dores e do sangramento intenso que estariam por vir. Sempre fiz todos os meus exames anualmente, cheguei a fazer três vezes ao ano, eu queria respostas para tanta dor.
" Você tem pequenos miomas, como você tem 49 anos logo estará na menopausa e tudo isso vai passar." Eu tomava tantos medicamentos para aliviar as dores que tinha tonturas, dores de estômago, enjoos. Dia 1º de janeiro deste ano tive um sangramento tão intenso que me deixou anêmica. Cólicas iguais as contrações de trabalho de parto. Eu não podia mais viver assim. Comecei a procurar cirurgiões pelo meu plano de saúde. Me deparei com mais um problema, não haviam cirurgiões credenciados. Já estava desistindo quando liguei para o Hospital São Lucas em Campo Largo. Em uma consulta pelo SUS, depois de 5 horas esperando e observando uma fila imensa de mulheres aguardando para ser atendida, conheci a Dra Monica Tessman Zomer Kondo. Ela ouviu atentamente minhas queixas, olhou meus exames e me disse: " Você tem endometriose." Pela primeira vez uma médica sabia e entendia as dores que eu passava. Me senti confortada e com esperanças de ter uma vida normal. Uma mulher destemida, extremamente perfeccionista e organizada...é assim que vejo a Dra Monica. Preocupada com a saúde da mulher, humana e totalmente comprometida com sua profissão. No momento estou passando pelo pós- operatório, estou feliz e emocionada por saber que logo estarei retornando ao meu trabalho sem "dor". O mundo precisa mais de Dras Monicas.
 
Data: 24 May 2018
Escrito por: Joseane de Fátima Zanetti da Luz
Balsa Nova
Minha história com a endometriose.

Desde que me casei em 2010 com 24 anos, e tive dentro de mim a vontade de tornar realidade o sonho de ser mãe, consegui realizar esse sonho 8 anos depois, no início desse ano o tão sonhado e desejado positivo veio!
Que caminho longo e difícil eu e meu esposo percorremos juntos até aqui! Sempre fomos muito cuidadosos com nossa saúde, fazendo exames de rotina anualmente, e não conseguíamos entender os motivos de não conseguirmos engravidar. Resido no interior de SC, e meu médico pedia exames para checar nossa fertilidade, hormonais, espermograma e nada de errado aparecia. No ano de 2013 ele me pediu para realizar uma videolaparoscopia, mas alegava que era porque o equipamento de histerosalpinografia da minha cidade estava estragado, e que era para poder realizar um diagnóstico mais exato. Eu não realizei, pois em nenhum momento ele me disse que suspeitava que eu tinha endometriose, e me parecia um absurdo realizar um procedimento cirúrgico por causa de um equipamento estragado.
Um ano depois nos mudamos de cidade, emprego, rotina e o stress e até a depressão nos atingiram, e comecei a sentir muitos problemas intestinais associados a meu ciclo menstrual, dores fortes, as vezes prisão de ventre as vezes diarreia. Já tinha procurado uma clínica de fertilidade, no qual haviam me alertado da suspeita clínica de endometriose e sugerido uma FIV.
Procurei um gastroenterologista, que me pediu muitos exames, o tão temido sangue oculto nas fezes deu positivo, e com uma ressonância magnética veio o resultado positivo para endometriose profunda. Encarei a primeira videolaparoscopia com o ginecologista e um cirurgião intestinal em julho de 2015. Após a cirurgia recomendaram um tratamento de 6 meses com Alurene, para não menstruar e facilitar a cicatrização.
No meu primeiro ciclo menstrual sem a medicação em fevereiro de 2016, tive todas as dores terríveis novamente e fui parar no pronto socorro, uma frustração imensa por ter percorrido esse longo caminho e não ter nem qualidade de vida e nem conseguir realizar o sonho de ser mãe.
Voltei a clínica de fertilidade com o vídeo da cirurgia, e o médico foi categórico, disse que minha trompa e ovário direito estavam muito comprometidos e que eu nunca conseguiria engravidar naturalmente, que eu deveria fazer uma FIV e depois remover a trompa e o ovário.
Não tínhamos condições financeiras de realizar a FIV, que não é coberta pelos planos de saúde, e mais uma vez me sentia num beco sem saída, não tinha solução. Resolvi procurar outra clínica de reprodução assistida, na cidade de Chapecó-SC, e a Dra Simone Backes, fez uma nova bateria de exames clínicos, incluindo o mapeamento para endometriose que confirmou com clareza quais os focos de endometriose eu possuía. Um verdadeiro anjo que fez um diagnóstico coerente, me explicou que na nossa região não havia profissionais, e estrutura física capacitada para realizar uma cirurgia que fosse realmente resolver o meu problema de endometriose, e me encaminhou para uma consulta com o DR William Kondo, em Curitiba-PR.
Realizei a consulta e decidi encarar essa nova cirurgia que estava prevista para julho-2016. Mas a vida me deu mais um obstáculo, fui demitida de uma empresa multinacional que trabalhava a 8 anos e fiquei sem plano de saúde. A realização da cirurgia particular era financeiramente inviável, o plano de saúde queria me pedir carência de 1 ano, tive que buscar consultoria jurídica para ter direito ao plano de saúde privado sem carência, e em 22/08/2016 realizei a cirurgia com o DR William e o DR Reitan.
Uma semana depois estava voltando pra casa, com as palavras do DR William, você não tem mais endometriose e pode retomar as tentativas de engravidar. E realmente minha qualidade de vida melhorou muito, não tomei nenhuma medicação após a cirurgia, meu ciclo menstrual era normal e não sentia mais dores e incômodos intestinais.
Mas a tão sonhada gravidez não vinha, e depois de tanto tempo você começa a entender que talvez esse sonho não seja possível, não perde a fé, mas aceita a realidade e muda o foco da sua vida para não sofrer tanto. E assim de maneira tão inesperada a menstruação atrasa, mas você continua não acreditando pois ela já atrasou muitas vezes e você não estava grávida, mas por desencargo de consciência faz o teste de farmácia, com a total certeza de que ia ser negativo, e com a maior surpresa e alegria é POSITIVO!
Hoje estou de 9 semana, já fizemos o primeiro ultrassom e ouvir esse coraçãozinho batendo foi a maior emoção que já sentimos! Sentimento de alegria e gratidão a toda a equipe do Dr William, profissionais com muita ética e responsabilidade que recomendo muito!
 
Data: 19 March 2018
Escrito por: Tassia Moreira Alves
Minha história com a endometriose.

Desde que me casei em 2010 com 24 anos, e tive dentro de mim a vontade de tornar realidade o sonho de ser mãe, consegui realizar esse sonho 8 anos depois, no início desse ano o tão sonhado e desejado positivo veio!
Que caminho longo e difícil eu e meu esposo percorremos juntos até aqui! Sempre fomos muito cuidadosos com nossa saúde, fazendo exames de rotina anualmente, e não conseguíamos entender os motivos de não conseguirmos engravidar. Resido no interior de SC, e meu médico pedia exames para checar nossa fertilidade, hormonais, espermograma e nada de errado aparecia. No ano de 2013 ele me pediu para realizar uma videolaparoscopia, mas alegava que era porque o equipamento de histerosalpinografia da minha cidade estava estragado, e que era para poder realizar um diagnóstico mais exato. Eu não realizei, pois em nenhum momento ele me disse que suspeitava que eu tinha endometriose, e me parecia um absurdo realizar um procedimento cirúrgico por causa de um equipamento estragado.
Um ano depois nos mudamos de cidade, emprego, rotina e o stress e até a depressão nos atingiram, e comecei a sentir muitos problemas intestinais associados a meu ciclo menstrual, dores fortes, as vezes prisão de ventre as vezes diarreia. Já tinha procurado uma clínica de fertilidade, no qual haviam me alertado da suspeita clínica de endometriose e sugerido uma FIV.
Procurei um gastroenterologista, que me pediu muitos exames, o tão temido sangue oculto nas fezes deu positivo, e com uma ressonância magnética veio o resultado positivo para endometriose profunda. Encarei a primeira videolaparoscopia com o ginecologista e um cirurgião intestinal em julho de 2015. Após a cirurgia recomendaram um tratamento de 6 meses com Alurene, para não menstruar e facilitar a cicatrização.
No meu primeiro ciclo menstrual sem a medicação em fevereiro de 2016, tive todas as dores terríveis novamente e fui parar no pronto socorro, uma frustração imensa por ter percorrido esse longo caminho e não ter nem qualidade de vida e nem conseguir realizar o sonho de ser mãe.
Voltei a clínica de fertilidade com o vídeo da cirurgia, e o médico foi categórico, disse que minha trompa e ovário direito estavam muito comprometidos e que eu nunca conseguiria engravidar naturalmente, que eu deveria fazer uma FIV e depois remover a trompa e o ovário.
Não tínhamos condições financeiras de realizar a FIV, que não é coberta pelos planos de saúde, e mais uma vez me sentia num beco sem saída, não tinha solução. Resolvi procurar outra clínica de reprodução assistida, na cidade de Chapecó-SC, e a Dra Simone Backes, fez uma nova bateria de exames clínicos, incluindo o mapeamento para endometriose que confirmou com clareza quais os focos de endometriose eu possuía. Um verdadeiro anjo que fez um diagnóstico coerente, me explicou que na nossa região não havia profissionais, e estrutura física capacitada para realizar uma cirurgia que fosse realmente resolver o meu problema de endometriose, e me encaminhou para uma consulta com o DR William Kondo, em Curitiba-PR.
Realizei a consulta e decidi encarar essa nova cirurgia que estava prevista para julho-2016. Mas a vida me deu mais um obstáculo, fui demitida de uma empresa multinacional que trabalhava a 8 anos e fiquei sem plano de saúde. A realização da cirurgia particular era financeiramente inviável, o plano de saúde queria me pedir carência de 1 ano, tive que buscar consultoria jurídica para ter direito ao plano de saúde privado sem carência, e em 22/08/2016 realizei a cirurgia com o DR William e o DR Reitan.
Uma semana depois estava voltando pra casa, com as palavras do DR William, você não tem mais endometriose e pode retomar as tentativas de engravidar. E realmente minha qualidade de vida melhorou muito, não tomei nenhuma medicação após a cirurgia, meu ciclo menstrual era normal e não sentia mais dores e incômodos intestinais.
Mas a tão sonhada gravidez não vinha, e depois de tanto tempo você começa a entender que talvez esse sonho não seja possível, não perde a fé, mas aceita a realidade e muda o foco da sua vida para não sofrer tanto. E assim de maneira tão inesperada a menstruação atrasa, mas você continua não acreditando pois ela já atrasou muitas vezes e você não estava grávida, mas por desencargo de consciência faz o teste de farmácia, com a total certeza de que ia ser negativo, e com a maior surpresa e alegria é POSITIVO!
Hoje estou de 9 semana, já fizemos o primeiro ultrassom e ouvir esse coraçãozinho batendo foi a maior emoção que já sentimos! Sentimento de alegria e gratidão a toda a equipe do Dr William, profissionais com muita ética e responsabilidade que recomendo muito!
 
Data: 17 March 2018
Escrito por: Tassia Moreira Alves
Tenho 39 anos e depois de 2,5 anos tentando engravidar, após vários controles de ovulação e uma histerossalpingografia onde descobri uma trompa obstruída,  meu marido e eu resolvemos fazer a videolaparoscopia para desobstrução da mesma e, para minha surpresa,  haviam vários focos de endometriose q não apareceram no rastreamento anterior q fiz, provável causa da minha infertilidade , já que eu tinha uma trompa saudável.  O Dr William Kondo já havia me explicado q existem casos de endometriose superficial q não aparecem no exame de imagem, somente na vídeo , e são causas silenciosas de infertilidade. 

Fiz a videolaparoscopia, recuperação rápida e tranquila, e já no primeiro ciclo pós cirurgia fiz controle de ovulação, porém sem remédio, ciclo natural, e fiquei grávida!!! Inacreditável!!! Hoje já tenho meu menininho,se chama Lucas, que nasceu prematuro de 30 semanas, pq tive pressão alta na gravidez. Mas ele está ótimo, perfeito saudável, e eu muuuito feliz!!!

Deixo meu relato e um conselho às mulheres que, como eu, correm contra o tempo, que investiguem e se puderem façam a vídeo para diagnosticar a endometriose. Fiz minha cirurgia particular, mesmo com outros médicos q atendiam meu convênio, pois minha GO me  indicou como o melhor e,  indiscutivelmente, foi nele q encontrei a atenção, segurança e o esclarecimento q precisava para tomar essa decisão. Não tem profissional melhor e mais bem preparado que o Dr William Kondo, que apresenta excelente e amplo conhecimento e experiência nessa área, além de toda uma preocupação em esclarecer bem os procedimentos, atenciosamente tirar suas dúvidas e, acima de tudo, preocupar-se com a fertilidade da mulher pós cirurgia.
Obrigada Dr William Kondo e equipe!!! Que mais mulheres possam chegar aos seus cuidados q tenho certeza terão o melhor e mais adequado tratamento. 
 
Data: 27 February 2018
Escrito por: Paula Montana
Curitiba
Olá, meu nome é Amanda, tenho 26 anos e gostaria de deixar meu depoimento.

Desde que comecei a menstruar (12 anos), tinha cólicas muito fortes, que causavam vômito, diarreia e chegavam a me fazer suar (eu tinha pontadas tão fortes na região da barriga e do reto que chegava a travar, não conseguir me mexer). Com o tempo foram aumentando, mas com o passar dos anos, fui aprendendo a lidar com ela, pois quando ia aos meus ginecologistas eles me diziam que "isso era normal, do meu corpo", e que não poderia ser nada pois era "muito nova". Um médico até chegou a me pedir Rastreamento de Endometriose em 2016, mas na clínica que eu fui, a médica que fez o exame não encontrou nada.

Nesse mesmo ano, em 2016, com 25 anos, tive uma crise de dores abdominais fortes (durou 3 dias), seguidas febre e desmaios, e quando cheguei ao hospital e me fizeram ecografia, viram que estava com "água" na barriga, e me encaminharam de prontidão para operar o apêndice. Fiz a cirurgia (videolap.) e o médico responsável pelo plantão me explicou que, quando ele inseriu a câmera, viu que eu estava cheia de focos de endometriose, que, inclusive, estavam no apêndice. Ele retirou o que pode, junto do apêndice, e me orientou a procurar um especialista em Endometriose.


Depois de muita procura e conversas com muitas mulheres, duas pessoas (que não se conhecem) me indicaram o Dr. William Kondo, e eu prontamente agendei com ele uma consulta. Sempre muito prestativo e seguro do que me explicava, ele solicitou um Rastreamento de Endometriose, numa clínica de sua confiança, e o médico que realizou encontrou outras lesões profundas espalhadas pela bexiga, trompas, ovários e intestino. Fiz acompanhamento com Dr. William e foi aí que minha vida começou a mudar! Ele trocou meu anticoncepcional, minhas dores diminuíram muito, e em 2017 (Julho) eu pude fazer com ele outra videolaparoscopia. Consultei com ele e com o médico que ele me indicou que estaria junto dele na cirurgia, e sempre fui muito bem atendida. Dr. William sempre respondeu meu emails e dúvidas, e me ajudou a lidar com mais essa cirurgia.
Após essa cirurgia, Dr. William me explicou que haviam tirado mais 7 lesões profundas, já infiltradas, e que, devido a quantidade de lesões, ele também checou se minhas trompas estavam funcionando, e, graças a Deus, estavam!


Por opção minha e do meu marido, continuei o tratamento pós operatório com o remédio que o Dr. William receitou, sempre com ele acompanhando, e em Setembro de 2017, deixamos de tomá-lo para tentar engravidar.
Escrevo esse depoimento, pois descobri esse mês (Outubro de 2017), que estou grávida! Não consigo acreditar e a felicidade que estamos sentindo é muito grande, pois a Endometriose estava muito avançada, e graças ao Dr. William, um médico tão responsável e com tamanha excelência no que faz, fui bem cuidada, bem tratada por ele, e hoje realizo meu sonho.

Deixo meu depoimento para todas as mulheres que sentem dores como eu sentia, para que vão atrás para descobrir, pois não é normal, independente da idade.

Obrigada, Dr. William por ter mudado minha vida! Só Deus para compensá-lo como senhor merece!
 
Data: 23 October 2017
Escrito por: Amanda Rafaela Marghotti da Silva Pires
Curitiba
Há um pouco mais de um ano e meio, enquanto estava me preparando para engravidar, através de um exame, meu ginecologista constatou a existência de dois cistos, um em cada ovário. Depois de outros exames para confirmar e analisar o cisto, fui encaminhada para um profissional de Chapecó, ele muito comprometido mas preocupado, disse que eu corria o risco de ficar sem os dois ovários, que era raro isso acontecer em mulheres da minha idade, ainda mais nos dois ovários ao mesmo tempo, como eu tinha na época 29 anos e não tinha filhos, como garantia me encaminhou para uma clinica de reprodução assistida, para um orçamento de coleta e armazenamento de óvulos. A Dra. Simone, muito querida e amável, apresentou as possibilidades, e através de um exame de fertilidade percebeu que tinha muito tecido ovariano bom em um dos ovários, e pediu pra eu tomar a decisão se faria a coleta dos óvulos antes da cirurgia ou não. Minha resposta foi negativa, através de um voto de confiança, pensei que se Deus quisesse que eu fosse mãe, daria tudo certo na cirurgia, e se meu destino não fosse esse, mesmo com fertilização, não iria funcionar. Conversei com a Dra Simone novamente e respondi que confiaria em Deus. Foi aí que ela me encaminhou para o Dr. Willian Kondo, alegando que teria a melhor técnica e o melhor equipamento. Fui sozinha na primeira consulta, em uma cidade que eu não conhecia, apavorada, e ao chegar lá, com toda segurança Dr. Willian analisou o meu caso, foi muito positivo, me explicou tudo o que eu precisava saber, e quando perguntei: Dr. eu vou poder engravidar? a resposta dele foi essa: "sim, com toda certeza, me preocuparia se você tivesse 40 anos e quisesse engravidar. Mas em 15 dias da cirurgia já pode começar a tentar." Saí de lá aliviada, voltei novamente pra cirurgia, todos do hospital me trataram muito bem, foram gentis e cuidadosos, anestesista, enfermeiros, a moças do atendimento. Mas quando vi o Dr. entrando na sala de cirurgia foi aí que me tranquilizei, estou em boas mãos. A cirurgia foi um sucesso, recebi alta na manhã seguinte. Na consulta de retorno dia 22/12/2016, o Dr. Willian me liberou pra começar as tentativas de uma gestação, mas por motivos pessoais adiamos. Em julho nós decidimos começar a tentar, e pra minha surpresa já tivemos nosso resultado positivo. Hoje estou no terceiro mês de gestação, e muito grata por tudo o que passei, por mais que tenha sido um susto pra mim, Deus me colocou em ótimas mãos, meu depoimento não é maior do que a minha gratidão pelo excelente profissional que fui encaminhada. Obrigada Dr. William.
 
Data: 19 September 2017
Escrito por: Leticia Flávia Pereira Ditadi
Xanxerê-SC
Tive pólipos uterinos por 2 vezes e na segunda vez, após ser feita análise anatomopatológica o médico me indicou a retirada do útero porque o resultado tinha sido displasia.Confesso que fiquei muito chateada pois naquele momento eu não queria de forma alguma tirar o útero.
Foi então que procurei o Dr William Kondo que de forma muito pacinte me explicou que poderia ser feito novamente a retirada do pólipo e depois de uma nova análise sim tomar uma decisão.Fiz o que ele me aconselhou, a cirurgia de retirada de polipos,o resultado do anatomopatológico foi normal e hoje depois de 1 ano estou bem, fiz um novo US transvaginal e nada de novos pólipos.
Agradeço a confiança que o Dr Kondo me passou e altamente o recomendo como profissional.
 
Data: 01 August 2017
Escrito por: Esmeralda Durieu
Curitiba

<< Inicio Anterior 1 2 3 4 5 6 Próximo Fim >>

Página 1 de 6


Envie seu depoimento
* campos obrigatórios.
Nome:*
Email:*
Cidade:
Sua imagem:
Images should not be larger than 500x500 px and 250 kb
Depoimento:*


Área do Profissional

Área do Profissional

Usuário
Senha

Busca

Newsletter

Cadastre-se e receba nossas notícias.